NPK - Quais os elementos que uma planta requer para um ciclo de cultivo bem-sucedido?

Existem inúmeras opções de nutrientes quando se trata do cultivo indoor. Portanto, pode ser difícil para um produtor inexperiente encontrar a melhor escolha para suas plantas. Provavelmente, o maior erro que os novos produtores cometem é transformar esse processo em uma tarefa excessivamente complicada. No final das contas, eles gastam muito mais tempo, esforço e dinheiro do que o necessário.

Se você acha que as opções de nutrientes se limitam às plantas que crescem no solo, você está errado! Também há uma variedade de opções hidropônicas, que tendem a turvar as águas para os não iniciados. Mas não se assuste! Estamos aqui para fornecer um guia fácil para selecionar os melhores nutrientes para o cultivo das suas meninas e a produção de rendimentos fantásticos.

Quais os elementos que uma planta requer para um ciclo de cultivo bem-sucedido?

Hidrogênio, oxigênio e carbono são considerados elementos essenciais não minerais. Eles são absorvidos pelas plantas na forma de gás ou vapor. Em condições ideais de cultivo, o ar fresco e a água fornecerão bastante hidrogênio, oxigênio e carbono. Esses são, é claro, os blocos básicos de construção da vida.

Existem 17 elementos minerais essenciais para o crescimento das plantas que são divididos em macro e microelementos ou nutrientes.

 

Os macronutrientes necessários para o crescimento da planta são:

Nitrogênio (N)

Fósforo (P)

Potássio (K)

Enxofre

Magnésio

Cálcio

Os três primeiros nutrientes listados acima - nitrogênio (N), fósforo (P) e potássio (K) - são os mais cruciais. Se você comprar uma sacola de nutrientes em uma loja, deverá notar uma relação N-P-K listada nela.

A proporção ideal muda ao longo do ciclo de crescimento de suas plantas. Por exemplo, você precisa de uma proporção maior de N e K para P durante o estágio vegetativo. Uma regra geral é permanecer perto de uma proporção de 3-1-3 (N-P-K) nas primeiras semanas.

Durante a floração, é melhor reduzir a proporção de nitrogênio para fósforo e potássio em comparação com a proporção usada durante o estágio vegetativo. É essencial diminuir a porção de N neste ponto. Pode reduzir o desenvolvimento do botão e promover o crescimento vegetativo em vez da floração.

Manter maiores proporções de P e K é fundamental durante a floração. Isso ocorre porque as plantas estão usando quantidades maiores durante a fase de floração do que durante a fase vegetativa.


Observe que a maioria das deficiências de nutrientes se deve a níveis excessivamente altos ou baixos de pH na água. Idealmente, as plantas cultivadas no solo terão um pH de 6,0-7,0. O intervalo cai para 5,5-6,5 se você usar coco como meio de cultivo ou se estiver cultivando hidroponicamente. Quando o pH está no nível errado, ele reduz a capacidade da planta de absorver esses nutrientes.

O cálcio e o magnésio são freqüentemente esquecidos. É comum encontrá-los juntos em um único suplemento de Cal-Mag, que geralmente também contém ferro. Esses três nutrientes são essenciais para o processo de fotossíntese, que envolve a criação de energia a partir da luz. O magnésio é particularmente importante para a fotossíntese; é o átomo central da molécula de clorofila.

Embora as plantas não precisem de uma grande quantidade de enxofre, ela ainda é considerada um macroelemento essencial. Além de auxiliar na formação de enzimas, ajuda a construir proteínas. O enxofre também é fundamental no desenvolvimento das moléculas de clorofila. Se sua planta for deficiente em enxofre, cálcio, magnésio ou ferro, ela pode apresentar sintomas como folhas amareladas ou morrendo.

Além dos macroelementos, existem vários outros elementos necessários em quantidades muito menores. Uma deficiência em qualquer um dos seguintes microelementos afetará negativamente a saúde de suas plantas:

Ferro

Zinco

Molibdênio

Cobre

Cobalto

Boro

Cloro

Manganês