Como configurar um sistema de exaustão e ventilação

Plantas adoram uma brisa leve e ar fresco na natureza. Ao cultivar dentro de casa, você tem a capacidade de controlar a circulação de ar e usar a exaustão para criar o ambiente interno perfeito para o seu jardim que imita as melhores partes da natureza.

Vamos então abordar, como recriar um ambiente que faz as plantas prosperarem e, como um bônus, também vai prevenir alguns tipos de insetos e mofo. Ao liberar o ar quente de suas lâmpadas de cultivo e puxar ar fresco, você aumentará a velocidade de crescimento e a produção de sua planta. Uma boa ventilação se paga!

Alguns cultivadores iniciantes não prestam muita atenção à circulação de ar ou à criação de um sistema de exaustão. 

Você vai ver que cultivar as plantas sem nenhuma forma de expelir o calor faz com que a área de cultivo fique muito quente e úmida, mesmo com pequenas luzes de cultivo como lâmpadas fluorescentes compactas ou LED. Isso leva a vários problemas, incluindo problemas de raiz, oídio branco e queimadura de calor. Ou ainda pior porque essas mesmas condições também podem levar ao apodrecimento dos botões, mosquitos do fungo, ácaros e outros hóspedes desagradáveis ​​na área de cultivo.


Alguns pontos importantes sobre a circulação de ar ...


Crescimento mais rápido, maior rendimento - plantas com o ambiente certo crescem mais rápido e produzem mais botões


Temperatura e Umidade - Um sistema de exaustão ajuda a controlar os níveis de temperatura e umidade na área de cultivo ao liberar o ar quente e úmido e substituí-lo por ar fresco. Ventiladores dentro da área de cultivo evitam manchas quentes ou úmidas.


Previna fungos e pragas - Muitos fungos e pragas, como ar estagnado, alta umidade e calor. O ar fresco soprando sobre e sob suas plantas reduzirá sua chance de ver muitos tipos de mofo e pragas.


Caules mais fortes - um ambiente arejado fortalece os caules.


Use mais de um ventilador - a circulação de ar dentro da área de cultivo é tão importante quanto a exaustão do ar antigo. É importante ter um exaustor e pequenos ventiladores oscilantes dentro da área de cultivo para obter os melhores resultados.


Sistemas de exaustão podem ser baratos e silenciosos - Existem maneiras baratas e silenciosas de criar um ótimo sistema de ventilação com boa circulação de ar e exaustão.  


Circulação de ar

A circulação de ar (a forma como o ar se move em seu espaço de cultivo) é um ingrediente importante para criar um ambiente de cultivo perfeito para suas plantas. Os cultivadores em interiores se esforçam para criar um ambiente melhor do que a natureza para suas plantas. A maneira como o ar se move tem um efeito surpreendentemente grande sobre como suas plantas crescerão.


Por que a circulação de ar é importante?

Ao cultivar plantas em indoor, as plantas estão normalmente em um ambiente relativamente fechado, sem acesso ao vento regular, quer as plantas cresçam em um armário, uma tenda ou uma sala dedicada ao cultivo. Isso pode causar alguns problemas em comparação com o cultivo ao ar livre. Lá fora, em condições ideais, há uma brisa fluindo pelas plantas, dando-lhes ar fresco e fortalecendo os caules. Um suprimento constante de ar fresco junto com uma brisa (nem muito, nem pouco) ajuda a planta a crescer mais rápido e até mesmo protege as plantas contra certas pragas e fungos.


Quais os benefícios de uma boa circulação de ar e um sistema de exaustão:


Protege as plantas contra mofo, podridão de botões e oídio branco


Menos probabilidade de contrair pragas como mosquitos de fungo e ácaros


Ajuda a controlar o calor e a umidade para criar um ambiente de cultivo perfeito


Fortalece os caules, permitindo que se dobrem e balancem como na natureza


Reduzir a chance de bolor, podridão de buds e oídio branco em pó


Conforme o ar sopra sobre as folhas, ele carrega a umidade liberada durante a transpiração. Isso permite que suas plantas bebam mais água (e puxem mais nutrientes) nas raízes. Essa remoção regular de umidade nas folhas também diminui muito a chance de mofo, apodrecimento ou oídio branco.


Protege a planta contra ácaros (spider mites) e mosquitos fungos


O ar que flui sobre as plantas e o solo luta contra pragas de jardim desagradáveis, como ácaros e mosquitos de fungo, dificultando o voo e secando a camada superior do solo.

Os ácaros e os mosquitos do fungo adoram o ar estagnado e têm problemas para viver com uma brisa forte. Uma brisa também cria uma grande circulação de ar sobre os recipientes das plantas, o que mantém a camada superior do solo relativamente seca. Solo seco torna difícil para pragas como mosquitos de fungo se reproduzir (solo úmido cria um terreno fértil perfeito para fungos e mosquitos).

Quer cresçam dentro ou fora, os cultivos com uma brisa leve soprando sobre suas plantas e solo tendem a pegar menos pragas.

Grande circulação de ar combinada com um sistema de exaustão ajuda a dispersar o vapor de água e o calor uniformemente por todo o espaço de cultivo. Pequenos ventiladores soprando acima e abaixo da copa da planta ajudam a equalizar o ar para que não haja pontos quentes ou úmidos.

Um sistema de exaustão garante que todo o ar no espaço de cultivo seja substituído regularmente, para que as plantas permaneçam frescas, recebam um novo suprimento de CO2 e vivam na umidade certa. É importante que as plantas sejam expostas ao ar fresco e em movimento para obter as melhores taxas de crescimento. 


Fortalece hastes

Uma boa brisa fortalece os caules, permitindo que se dobrem e balancem como na natureza. Isso aumenta a resistência dos caules ao longo do tempo, o que é útil quando as plantas começam a ficar grandes, pesadas e com botões.


Algumas das melhores ferramentas para controlar o fluxo de ar, a umidade e a temperatura na sala de cultivo são os ventiladores, juntamente com uma maneira de liberar o ar usado. Vamos cobrir o que você precisa saber sobre os ventiladores para a sala de cultivo e como parte do seu sistema de exaustão.


A maioria dos growers em ambientes fechados usa ventiladores para soprar ar dentro da área de cultivo. Isso cria um ambiente agradável e arejado que as plantas adoram.


Colocando ventiladores

Idealmente, você gostaria de uma brisa agradável envolvendo a copa principal, o que significa que você quer ar soprando acima e abaixo das plantas.

Não aponte um ventilados forte diretamente para uma planta, porque muito vento pode começar a danificar as folhas e caules.

Depois de colocar os ventiladores, verifique ao redor da área de cultivo para ter certeza de que todas as plantas recebem uma leve brisa. Se sentir ar estagnado, ajuste seus ventiladores.


Ventiladores pequenos são ótimos para o espaço de cultivo, pois são baratos e podem ser usados ​​para fornecer uma brisa agradável e suave a uma área relativamente ampla.

As folhas queimadas pelo vento costumam ser curvadas sob a forma de "garras". Eles podem parecer que estão caídos por causa do excesso de água, submersos ou possível excesso de nitrogênio, mas você sabe que tem queimaduras pelo vento quando as folhas na frente do ventilador estão arranhando, e as folhas mais distantes do ventilador parecem boas

 

Exaustão

Mesmo quando você não está preocupado com o calor, ainda é importante substituir regularmente todo o ar na área de cultivo, o que significa que você precisa de uma maneira de liberar o ar velho e fazer entrar ar novo. Um sistema de exaustão usa exaustores e geralmente dutos para mover o ar quente e úmido para fora do espaço de cultivo.

Projetar um sistema de exaustão eficiente será muito mais simples se você dedicar um tempo para entender o fluxo de ar em uma sala - toda a ideia de configurar um sistema de exaustão é criar um fluxo de ar negativo no espaço de cultivo ou na tenda de cultivo para que todo o ar quente seja regularmente substituído com ar fresco.


Todo o ar da tenda deve ser substituído por ar novo a cada 1-3 minutos para obter os melhores resultados. Recomendo substituir o ar a cada minuto, a menos que você more em um lugar fresco. Você pode calcular a força do exaustor de que precisa com base nas dimensões do seu espaço de cultivo.

Para mover o ar para fora da barraca e ventilá-lo para fora, você precisa usar pelo menos um exaustor forte como parte do sistema.


Como calcular a força do exaustor

A maioria dos exaustores tem uma classificação “CFM” ou “m3/h”. Isso significa “pés cúbicos por minuto” ou “metros cúbicos por hora” e se refere à quantidade de ar que o ventilador pode mover a cada minuto ou a cada hora. Essa quantidade de ar que o ventilador pode mover também é chamada de vazão. É importante obter um exaustor com a vazão correta para o seu tamanho de espaço.


Aqui está uma pequena equação para ajudá-lo a determinar qual vazão você precisa para seu exaustor em seu espaço.

Como calcular a vazão necessária

Determine o volume do seu espaço multiplicando Comprimento x Largura x Altura. Você deseja trocar essa quantidade de ar uma vez por minuto. Para saber a vazão necessária em m3/h multiplique o volume por 60. 


Por exemplo: se a estufa tiver 60x60x160cm - 60x60x160=0.58 m3 x 60 minutos = 34,8 m3/h

Eficiência da exaustão - todo sistema de exaustão tem algum nível de ineficiência que reduzirá a quantidade de ar movido pelo exaustor. Em um sistema de exaustão com caminho eficiente, o ar passa em uma linha curta e reta após passar pelo exaustor. 

Um caminho ineficiente é quando o ar tem que percorrer um longo caminho depois de deixar o exaustor, ou se o ar tem que dar voltas em vez de ficar em linha reta. Esta etapa ajudará a garantir que seu exaustor esteja movendo ar suficiente para ventilar adequadamente o seu espaço.


  • Caminho eficiente - multiplique o número anterior por 2
  • Caminho ineficiente - multiplique o número anterior por 3

Exaustão Passiva

Uma entrada passiva significa que você só tem um exaustor soprando ar e você tem um orifício de entrada para permitir a entrada de ar novo. Com uma entrada passiva, você não tem um exaustor de entrada para ajudar a trazer o ar fresco.

Com cada entrada passiva, certifique-se de que o orifício de entrada seja maior do que o orifício de exaustão para obter a sucção adequada e evitar que o exaustor trabalhe muito, soprando ar que não consegue substituir Você também pode ajudar a trazer o ar, tendo mais de um orifício de entrada passivo. Em outras palavras, os orifícios / espaços para a entrada de ar novo (aberturas, ventiladores, portas, janelas) devem ser maiores do que o orifício / espaço onde o ar está sendo puxado para fora da barraca pelo exaustor.


Exaustão Ativa

Uma entrada ativa significa simplesmente que você está usando um exaustor para levar o ar para a barraca. Portanto, além do exaustor, puxando o ar quente para fora você também tem um exaustor no orifício de entrada que sopra o ar. Com uma entrada ativa, não é tão importante ter um orifício de admissão enorme, já que o exaustor de admissão ajudará a repor o ar. 

As plantas gostam de ter muito ar fresco o tempo todo, e suas plantas vão recompensá-lo por configurar um sistema de exaustão adequado.

Transpiração - as folhas adicionam umidade ao ar

Quando se trata de circulação de ar e exaustão, a umidade é algo que você precisa prestar atenção além da temperatura.

As folhas estão constantemente exalando vapor de água no ar; na verdade, é assim que as plantas trazem água do solo. Conforme a água transpira pelas folhas, ela puxa mais água das raízes como um canudo!

Isso é conhecido como "transpiração". A transpiração é um processo em que as folhas emitem vapor de água. Isso significa que a umidade sempre aumentará em sua área de cultivo, a menos que você encontre uma maneira de liberar o ar úmido (ou use um desumidificador para remover a umidade extra).

A transpiração acontece através dos estômatos, pequenos poros que estão localizados nas folhas da planta. Os estômatos deixam o oxigênio e o dióxido de carbono entrarem para a fotossíntese, enquanto o vapor de água sai.

As plantas abrem e fecham os estômatos com base no ambiente. Os estômatos geralmente ficam abertos durante o dia e são muito menores à noite (quando não há fotossíntese acontecendo e não há necessidade de CO2). Os estômatos ficam menores quando o ar ou as raízes secam, o que ajuda a planta a parar de perder água.

Nunca deixe suas plantas secarem ou processos importantes da planta irão parar de repente! Mantendo a umidade adequada, suas plantas crescerão mais rápido e saudáveis.

Os estômatos ficam maiores quando há luz forte e alta umidade, pois as folhas precisam de ar para a fotossíntese e a planta não está "preocupada" em perder muito vapor de água em condições úmidas. Como os estômatos devem ser abertos como parte do processo de fotossíntese, isso também significa que a fotossíntese para quando a planta fica muito seca.

Os estômatos devem estar abertos para que a transpiração aconteça; portanto, quando os estômatos estão fechados, a planta tem dificuldade em absorver água e nutrientes pelas raízes. Quando há muita água na planta, às vezes os estômatos não conseguem deixar sair vapor de água suficiente, o que é parte do que causa os sintomas de excesso de água.

As folhas da planta não podem ter acesso ao CO2 no ar quando os estômatos não estão abertos e a planta está sempre perdendo água quando os estômatos estão abertos, o que significa que a planta nunca pode absorver CO2 sem também deixar sair o vapor de água.

Portanto, o que você precisa lembrar é que as folhas estão constantemente adicionando umidade ao ar. É importante remover essa umidade da área de cultivo se a umidade subir muito, ou pode criar condições que causam mofo, podridão de botões e oídio.

Para diminuir a umidade - Ventile o ar úmido por meio de um sistema de exaustão - a umidade cairá (contanto que o ar do orifício de entrada seja menos úmido)

Para aumentar a umidade - Se você fechar a barraca sem uma maneira de ventilar o ar úmido, a umidade aumentará

Plantas grandes aumentam a umidade rapidamente - Plantas pequenas não retiram muito vapor de água, mas plantas maiores têm muitas folhas liberando vapor de água no ar, fazendo com que a umidade suba rapidamente, a menos que o ar úmido esteja sendo ventilado. Lembre-se de que a maior parte da água que você está dando às suas plantas está sendo liberada no ar do seu espaço de cultivo, então você precisa encontrar uma maneira de remover a umidade, especialmente na fase de floração, quando a alta umidade pode levar ao apodrecimento dos botões.


Desumidificadores e umidificadores podem ajudar a controlar a umidade quando um sistema de exaustão não é suficiente


Sucção, vedações e pressão de ar negativa

No que diz respeito às vedações, é importante que você vede todo o sistema de exaustão após o ar passar pelo exaustor. Isso ajuda a manter o sistema eficiente. Se você estiver usando um filtro de carbono, isso também garante que todo o ar passe pelo filtro antes de ser ventilado para fora da área de cultivo. Um sistema de exaustão selado junto com um filtro de carbono impedirá que os odores escapem para fora.

A pressão negativa do ar é algo que você pode criar para evitar que os odores escapem da sala de cultivo, para que você não tenha cheiros vazando para o resto da sua casa.

Para criar pressão de ar negativa, você veda o espaço de cultivo, exceto os orifícios de admissão e exaustão, que criam sucção quando você liga o exaustor.

Em outras palavras, sucção é o que você cria com vedações e pressão de ar negativa.

Quando sua barraca de cultivo está se dobrando devido ao exaustor, significa que você tem uma boa sucção e criou um fluxo de ar negativo. Você também pode verificar queimando incenso perto do orifício de entrada; se a fumaça está indo direto para o orifício de entrada, você sabe que tem uma boa pressão de ar negativa trazendo ar fresco para dentro.

Controlar cheiros com a sua exaustão

A melhor maneira de controlar os odores na área de cultivo é usar um filtro de carbono. É o único método de controle de cheiros recomendado, porque é o mais eficaz e pode eliminar completamente os cheiros do ar para que nunca escapem da área de cultivo, seja dentro ou fora de casa.

Mas ao usar um filtro, a maneira como você configura a exaustão é importante. Mais importante ainda, o ar da área de cultivo deve passar pelo filtro e ser levado diretamente para fora. É necessário vedar completamente depois que o ar passar pelo filtro.

Se você tiver uma configuração como essa, com boa sucção na barraca, evitará que os cheiros entrem ou saiam de casa. O único lugar onde haverá um cheiro é quando você estiver realmente com suas plantas.